Pages

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

O céu existe mesmo

Se o céu existe mesmo, ou não.... não sei!

Só sei que esperava mais do livro, ainda mais sendo bestseller com não sei quanto milhares de exemplares vendidos.

Se dúvido do garoto que esteve à portas da morte e que diz que viu o céu? Não sei...

O que sei é que sendo ele filho de um homem ligado à igreja, que tem acesso a histórias da biblia e que frequenta a catequese... muito do que ele diz pode muito bem ser repetição do que ouvia. Os miúdos nestas idades são uma "esponjas!!

Depois existem em muito, mas muito menor número dois ou três factos que nos podem levar mesmo a crer que ele esteve no céu.

Se recomendo o livro? Numa lista de 100 a recomendar, este ficaria lá no fim da lista!! De qualquer forma tem uma mensagem bonita que tenta tornar este mundo melhor!

Deixo-vos um bocadinho:

"- Mamã, eu tenho duas irmãs.
Sonja ergueu os olhos dos papeis e abanou ligeiramente a cabeça.
- Não, tens a tua irmã, a Cassie, e... estás a falar da tua prima Traci?
- Não - disse Colton infexivel. - Tenho duas irmãs. tu tiveste um bebé na barriga, não tiveste?
Nesse momento, o tempo parou na casa dos Burpo e Sonja arregalou os olhos. Poucos segundos antes, Colton não estava a conseguir que a mãe lhe desse ouvidos. Agora, mesmo da mesa da cozinha, eu via que ele tinha toda a sua atenção.
- quem é que te disse que eu tive um bebé na barriga? - perguntou sonja, em voz séria?
- Foi ela, mamã. Ela disse que tinha morrido na tua barriga.
Depois Colton deu meia volta e afastou-se. Dissera o que tinha para dizer e estava pronto para ir à sua vida. No entanto, depois da bomba que largara, Sonja estava apenas a começar. Antes que ele conseguisse dar a volta ao sofá, a voz de Sonja ergueu-se em tom autoritário:
- Colton todd Burpo, volta aqui imediatamente!
Colton virou-se para mim. A sua expressão dizia: O que é que eu fiz?
Eu sabia o que a minha mulher devia estar a sentir. Perder aquele bebé fora a experiência mais dolorosa da sua vida. tínhamos explicado o que acontecera a Cassie, que era mais velha. Mas nunca tínhamos dito nada a Colton, considerando que o tema estava um pouco além da capacidade de entendimento de uma criança de quatro anos.
Da mesa vi, em silêncio, as emoções debaterem-se no rosto de Sonja.
Um pouco nervoso, Colton deu novamente a volta ao sofá e olhou para a mãe, desta vez com um ar mais desconfiado.
- Não faz mal, mãe - disse. - Ela está bem. Deus adoptou-a.
Sonja deslizou do sofá e ajoelhou-se em frente de Colton para poder fitá-lo nos olhos.
- Não queres dizer que Jesus a adoptou? - perguntou.
- Não, mamã! Foi o pai dele!
Sonja virou-se e olhou para mim. Naquele momento, disse-me mais tarde, estava a tentar manter a calma apesar de estar dominada pelas emoções. O nosso bebé... era - É! - uma menina, pensou.
Sonja olhou para Colton e ouvi o esforço que estava a fazer para manter a voz firme.
- Então como era ela?
- Era muito parecida com Cassie - Disse Colton. - Um bocadinho mais pequena e com o cabelo escuro."

22 Seres especiais comentaram :

Sissamar disse...

Confesso que estava com alguma curiosidade nesse livro, não tanto para mim ,mas mais para o oferecer à minha mãe. Mas agora não sei, se calhar compro na mesma e ela depois que tire as conclusões dela.
Confesso que sempre me fez um bocadinho de confusão, uma criança tão pequena, lembrar-se assim de tantos pormenores de maneira a que desse para escrever um livro ainda com algumas páginas, afinal já percebi que há alguma palha pelo meio.
Beijinho

mfc disse...

Sou agnóstico pelo que não acredito na vida para além da morte.
... mas se isso faz bem a alguém, nada tenho a opor.
As pessoas são livres de acreditarem no que melhor lhes assenta!

Naná disse...

Gaspas, tive exactamente a mesma impressão quando li o livro.
Deixou-me uma sensação de coisa sensaborona e não entendo a loucura pelo livro, sinceramente.
Na minha lista de 100 livros julgo mesmo que este nem figuraria lá...

PINTA ROXA disse...

Já estive com ela na mão, mas confesso que não me inspirou a compra, quem sabe numa proxima, mas mesmo assim acho que não...
Beijocas linda.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Sissamar,
Há livros bem mais interessantes para oferecer, e que vão certamente proporcionar uma leitura mais prazeiroza à tua mãe... Mas é a minha humilde opinião :)

mfc,
Eu normalmente gosto de ler sobre isso, algumas coisas! Acreditando ou não... há coisas que acabam por me cativar e outras têm o efeito contrário... Este livro teve o efeito contrário...

Naná,
eu não quis ser tão má como tu... hihi. Mas... se calhar devia ter escrito numa lista de 1000 livros :)

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Sissamar,
Há livros bem mais interessantes para oferecer, e que vão certamente proporcionar uma leitura mais prazeiroza à tua mãe... Mas é a minha humilde opinião :)

mfc,
Eu normalmente gosto de ler sobre isso, algumas coisas! Acreditando ou não... há coisas que acabam por me cativar e outras têm o efeito contrário... Este livro teve o efeito contrário...

Naná,
eu não quis ser tão má como tu... hihi. Mas... se calhar devia ter escrito numa lista de 1000 livros :)

Pintinha,
Direcciona a mão para outro lado :)

Pipa disse...

Esse excerto deixou-me emocionada... acredito que seja de facto assim...

Caminhante disse...

Olá Gaspas, já tinha ouvido falar do Livro mas não lhe passei grande cartão. Pelos vistos não fiz mal de todo!
Beijinhos

Kyla disse...

"Se o céu existe mesmo, ou não.... não sei! - Oh Gaspas, então não sabes? É só olhares para cima que vês logo o céu :)

Não, agora a sério, isso é tudo muito subjectivo...
Acho que é uma coisa que nunca iremos saber.
Não sei no que acreditar. No entanto, quero crer que sim, que o céu existe e que tenho lá todos os meus falecidos entes queridos, ao lado do nosso Senhor!
Mas...como saber? Ninguém volta para contar, ninguém nos dá uma pista!
Acredito que em estados de coma, as pessoas tenham uma sensibilidade superior.

Lembro-me de um teste que fizeram a pessoas não sei se em coma, se em quase-morte.
Não quero estar a mentir, porque não me lembro de todos os pormenores, mas era qualquer coisa do tipo, terem escrito no tecto uma frase que só poderia ser vista por quem estivesse lá perto. E terem um corpo de uma pessoa inanimada com um lençol suspenso por cima do corpo a tapar o que lá estava escrito e mesmo assim, as pessoas quando "regressaram" à vida, souberam o que lá estava, porque o seu espírito saiu do corpo.

Eu acredito que a nossa vida é mesmo o espírito. O corpo físico é mesmo só uma embalagem.
Quando morremos, toda a vida sai do corpo, é tipo um fato que usamos!
Bem, mas já me estou a desviar do assunto do post - sorry!
Beijinhos

estrela disse...

Gaspas deve ser um livro forte mas se calhar ao mesmo tempo um pouco maçador se é coisas da igreja e que o miudo ouvia em termos de conversas de adultos....
acho que vou colocado no fim da lista também....

An@ disse...

Nunca li!

Mas pelo teu post e comentários certamente que não deverei ler.

:)

Sónia disse...

Sinceramente são temas que não me inspiram nada mesmo. Gosto de coisas mais terra a terra, mas de nenhuma forma quero ofender ninguém! Não acredito , simplesmente!

Maria Vicente disse...

Pois...já ouvi falar muito nele de facto mas na verdade não me motivei para sequer pedir emprestado. Acho sempre esses assuntos muito estranhos, mas pronto...
Beijinho para voces.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Pipa,
E temos de acreditar em algo, não é? :)

Caminhante,
Ainda que sobre este mesmo tema acredito que existam livros bem melhores!

Kyla,
Desviar? Penso que não... acaba por ser o mesmo tema!! Eu pelo sim pelo não sou do ver para crer... mas que sinto curiosidade em ler, sinto!

Estrela,
Acaba por falar na igreja deles mas sem se tornar maçador. O livro lê-se bem se ser massudo, até se lê bem demais, linguagem muito simples... achei o conteudo muito pobre!

An@,
Existem melhores ;)

Sónia,
Eu confesso que sinto curiosidade, mas sem envolver igrejas que para isso não tenho muita paciência! :P

Maria Vicente,
O estranho... atrai a curiosidade :P

Fernanda disse...

Há muitas histórias dessas, de pessoas que estiveram mortas por breves minutos, ou segundos, e viram a "luz".
Se acredito? Acredito que há muitos mistérios à face da terra. Coisas que não sabemos explicar, e que cada um sabe, ou intuí, aquilo que lhe faz mais sentido. E que não vale a pena querermos convencer ninguém.

Paula M. disse...

Ainda bem que deixaste aqui a tua opiniao, se por acaso vir o livro vou com certeza lembrar-me. Eu, que nao sei viver sem ler, fico mesmo chateada quando um livro nao corresponde às minhas expectativas!

Como nao vivo em Portugal, nao posso comprar livros em portugues com muita frequencia (pela net, os portes encarecem muito os livros) e quando aí estou, aproveito para "renovar o stock". Por isso é que disse que a tua opiniao era muito úitl!

Beijinhos

Ana disse...

E eu que estava curiosa, já não estou...

Maria Pereira disse...

Confesso q este tipo de livros não me atrai mesmo nada... e dp da tua opinião ainda menos... li "A cabana" e n percebo pq o acham tão fantástico... enfim, tem de haver gostos para tudo :)

Bjs

Patricia disse...

Este livro aborda um tema muito interessante.
Normalmente subestimamos o que desconhecemos e enquanto indivíduos, temos a pretensão de que sabemos todas as respostas.
Acredito firmemente que ainda não aprendemos nada e o essencial ainda é um mistério para a grande maioria de nós.

Beijinhos.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Fernanda,
Tb partilho essa opinião. Certezas não há, nem as coisas que nos parecem ser, podemos tomar como certas. O que hoje é amanhã pode afinal não ser...
O desconhecido pode causas duas reacções, o medo e a curiosidade! Os que sentem medo afastam-se e não querem saber, os outros tentam obter mais informações!

Paula,
Acredito que encontres outros livros melhores que este. Mas é só a minha opinião e vale o que vale!!!

Ana,
hehe... pronto!!

Maria Pereira,
Já estive muito tentada a lê-lo, mas contive-me por achar que se calhar não me ia cativar. Mas se ele um dia me vier parar às mãos por ele mesmo, se calhar aproveito para descobrir se a leitura é agradavel ou não!

Patricia,
Só sei que nada sei :)

Sonia disse...

li-o em 2 dias ...é um livrinho que se lê bem ...mas até ao fim fiquei á espera de mais ...e acabei com aquela sensação de e o resto ...sendo o livro mais vendido e bla bla...mas prontos-tá lido e satisfeita a minah curiosidade

Estudante disse...

Nem sempre um bestseller é garantia de grande qualidade :P de qualquer maneira, tinham-me dito que o livro é muito bom... agora já não sei x) Pode ser que o leia um dia destes!

Related Posts with Thumbnails