Pages

domingo, 18 de março de 2012

Por que os irmãos têm ciumes?

Os ciúmes são habitualmente maiores quanto menor é a diferença de idades, porque o mais velho continua a necessitar do mesmo (colo, mimos, companhia constante) que o mais novo e, por isso, a competição é maior. Os ciúmes entre irmão são absolutamente normais e é absurdo (e muitas vezes contraproducente) pretender negá-los, reprimi-los ou erradicá-los.

Podemos ajudar a criança que sente ciúmes, mostrando-lhe o nosso amor incondicional. Deve saber que não necessita de se mostrar ciumenta para obter a nossa atenção, mas deve também saber que continuamos a amá-la, mesmo quando se mostra ciúmenta. Podemos tentar canalizar os ciúmes que sente para manifestações mais positivas, ajudá-la a ver como é crescida e desembaraçada ("Conta à mamã como me ajudaste a dar banho à pilar! Que sorte ter-te em casa; ajudas-me muito!"). Mas não podemos pretender ou esperar que uma criança não sinta ciúmes. Isso seria antinatural.
Imagine que o seu marido aparece um dia em casa com uma mulher mais nova:

"Querida, apresento-te a Laura, a minha segunda mulher. espero que sejam amigas. Como é nova e se sente deslocada, tenho de lhe dedicar muito tempo, espero que tu, que és mais velha, saibas comportar-te bem e ajudar mais em casa. Ela vai dormir no meu quarto , para que seja mais fácil cuidar dela, e tu vais ter um quarto só para ti, porque já és crescida. Estás contente por ires ter um quarto só para ti? Ah, claro, e vais partilhar os teus brinquedos com ela."

Não ficaria um pouquinho ciumenta?

Bésame Mucho - Carlos Gonzalez

E por aí como andamos de ciumes??!?

32 Seres especiais comentaram :

Fashionista disse...

adorei o post!

Paula M disse...

Por aqui vamos todos bem!

Achei o texto interessante. Pensando no assunto, não senti/ sinto cíumes do meu irmão nem os meus filhos sentem um do outro (têm menos de 2 anos de diferença). Ou talvez sintamos ocasionalmente ligeiríssimos cíumes, mas cheios de bom senso, que nos chamam rapidamente à terra!

Não será que tem a ver com a forma como somos educados e habituados?

Estou longe de ser uma mãe perfeita (faço apenas o meu melhor e às vezes também me engano) mas o que tenho feito é uma fórmula simples e que parece funcionar - o afecto e o diálogo distribui-se todos os dias, quanto ao resto, habituei os meus desta forma: não é possível fazer/comprar tudo igual para um e para o outro na mesma altura. Hoje ele/ela, amanhã para ti. E eles de facto compreendem.


Beijinhos e uma boa semana

Beth disse...

Estou rindo até agora.
O texto inicial, muito sério e correto, para no final,entrar a histórinha do marido com a mulher nova foi muito engraçado.
Muito bom isso!
Abraço,
Beth

Estudante disse...

Ahaha :P aí está uma vantagem de se ser gémeo!

Patricia disse...

Essa tua teoria está ultrapassada!
Este fim de semana parecia o fim do mundo em cuecas cá em casa, ainda estou para saber o que estas crianças andaram a beber.
Ainda cheguei a fazer as malas, mas achei melhor ficar,rsrsrsrs...

A minha filha é "dose" e o meu filho está sempre a dizer: "Pois, ela pode!", "Pois, se ela partir não faz mal!", "Pois, só posso ver Panada por causa dela!" AFF!!

Tendo em conta a diferença de idades são de 10 anos, esta tua teoria tem os dias contados.

E já agora...queres uma companhia animada para o próximo fim de semana?Envio com lacinho e tudo.Hahahaha...
Dão mesmo cabo da minha cabecinha, mas agora estão aninhados aqui comigo, bem pouca vergonha temos,hahaha...

Beijinhos e boa semana!

mão da mãe disse...

de vez em quando manifesta-se o ciumito. mas tentamos dar a volta!
bjinho*

Anabela (aproveitaravidaja.blogspot.com) disse...

Tenho que ler este livro, está pendente para ser comprado quando ler a minha lista.

Agora ainda fiquei com mais vontade o comprar. Mas vou conseguir controlar-me!

Bjs e obrigada por este excerto, adorei.
Anabela

Lacorrilha disse...

Eh pá, de ciúmes entre irmãos eu não posso falar, porque sou filha única. Mas lá ciumenta sou eu, sabes lá o que anda aqui, sou capaz de fazer birras descomunais por ciúmes.
Eu tinha de ter alguma defeito. LOL

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Fashionista,
:))

Paula,
Também me pergunto ísso mesmo, se não terá a ver com a forma como os educamos, ainda mais que sou filha única e o meu filho também.
Eu conheço casos em que os irmãos se dão super bem e conheço outros que é uma competição e "guerra" constantes!
Aliás na minha familia, tenho irmãos com mais de 40 anos que ainda fazem birras de ciúmes em relação aos pais... hehe

Beth,
Sim, a história da nova mulher é hilariante :)

Estudante,
hehe... bem visto :) Mas se calhar tb há gémeos ciúmentos, ou não? :)

Patricia,
hahahahaha
Eu ficou assustada cada vez que tu falas dos teus filhos!!! Fico a pensar que um temporal no meio do mar com trovoada, ventos fortes, remoinhos, tsunamis e polvos gigantes ... é bem mais fácil de enfrentar!!! haha

mão da mãe,
:))

Anabela,
Lê vale a pena... dá-nos outra prespectiva sobre os pequerruchos. Eu volta e meio gosto de reler :)

Lacorrilha,
"Eta"... mulher ciumenta aí!!! hihih

Maria Vicente disse...

Bem....
Ciumes do OM não tenho dito, andamos numa fase calma de confiança...nem me lembro que ele anda por ai solto...
As meninas têm algum ciume uma da outra mas nada que não se resolva com um abracinho forte a cada uma. Já lhe expliquei que o coração é uma caixinha onde cabe tanta coisa...tantos amores diferentes, acho que elas perceberam bem.
Boa semana beijinho.

estrela disse...

Gaspas também eu ainda hoje sinto ciúmes das minhas manas...mas sei que é normal e por isso não dou muita importancia aos meus pequenos que têm diferença de 6 anos...se dou 1 beijo a um vem logo o outro pedir 1 também...e de vez em quando lá andam a fazer pirraça..."a mãe gosta mais de mim do que de ti"....mas no fundo eu compreendo-os....
:) gostei muito do post!

CC disse...

As minhas têm 2 anos de diferença e de vez em quando lá vem um ciuminho, mas nada de especial e nada que não se resolva na hora.

Tento distribuir os mimos, afectos e dialogos na mesma proporção todos os dias e evito tomar o partido seja de quem for. Digo-lhes sempre que têm de se entender as duas (nas disputas por algum brinquedo, p.ex) e aparentemente dá resultado, porque elas resolvem o problema entre elas.

Bjos

Kyla disse...

Eu até tenho ciúmes do meu marido com a minha filha, quanto mais os pequeninos :P
Acho que todos sentimos um pouco de ciúmes por quem quer que seja, quando estamos a ser "preteridos" por alguém que gostamos.

A minha sobrinha tem agora 3 meses e quando estou com ela ao colo, a minha filhota, pede-me logo o mesmo colo. Nota-se logo os ciúmes!
É muito natural!
Quem não os tem é que acho estranho...

{entreter os dias} disse...

Gargalhada matinal, obrigada, a propósito da excerto!!!
Quanto a irmão, não opino!!! Não tenho e tenho uma única filha!!!
Beijos, gargalhadas e até breve *_*

VdeAlmeida disse...

Muitos! Eu sou violentamente ciumento, por exemplo...

Patrícia disse...

Se existem ciúmes, temos de mostrar que as pessoas em questão são igualmente importantes e que só porque "apareceu" mais uma pessoa, isso não significa que o amor tenha sido canalizado noutra direcção. O coração tem muito espaço para que caibam todos, não é?

Beijinhos,
Patrícia

PINTA ROXA disse...

Eu achava que a aprendiz iria ter ciumes dos sobrinhos, mas não é uma doida por eles, e sabe que nos nossos corações há lugar para todos.
Agora comigo pera lá, a mãe é minha e só minha....
jocas

Miss Worm disse...

Enquanto o meu irmão foi vivo, admito que senti ciumes diversas vezes, vezes demasiadas, vá. Agora arrependo-me de todas, mas nada a fazer!

Naná disse...

Não sei o que são ciúmes de irmãos, porque sou filha única...
Mas preocupa-me isso e interessa-me saber como lidar no dia que decidir ter um segundo filho... especialmente porque nunca tive nenhum irmão, não tenho experiência nenhuma no assunto.

Mas posso assegurar-te que se o meu marido me aparecesse com uma segunda mulher mais nova, eu ia ser amiga dela era o tanas!

S* disse...

Nunca senti esse tipo de ciúmes... felizmente nunca notei grandes diferenças de tratamento.

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

MAria Vicente,
e uma caixa capaz de expandir para caber sempre mais :)

Estrela,
Competição pelo miminho... :))

CC,
resolverem entre elas é bom, acho muitas vezes a intervenção de adulto agrava... depende dos casos!

Kyla,
Pois, não ter parece demonstrar desinteresse, não é?

Entreter,
:D

Almeida,
violentamente :O

Patricia,
Se quisermos cabe o mundo lá dentro :)

Pinta,
hahaha... possessiva :))

Miss Worm,
Mas na altura em que se sente, é mais forte que nós, não é? Muitas vezes dificil de controlar...

Naná,
Nem ias ser amiga e muito menos lhe emprestavas os sapatos, a maquina fotografica e o creme :))

S,
Isso é bom :))

D.Pereira disse...

digo por experiência própria que os irmãos têm ciumes por gostarem demasiado um do outro sem se aperceberem... eu tinha inveja da minha irmã mais veja porque queria ser exactamente como ela.

AvoGI disse...

ciumes? nã nã nã nada disso!
kis .=)

Zoana disse...

Eheheh... Belo ponto de vista! ;)

Mafalda S. disse...

Muito bom o teu texto.

Eu não tive essa experiência, nem a Letícia. Vamos a ver como será, se surgir um irmãozinho.

Beijinho

mfc disse...

Um belo texto que fala de algo que sempre negamos... mas que existe!
E existe quando se gosta...

Beijinhos.

Dama das Camélias disse...

Olá Gaspas, tenho pensado mesmo muito nisso :D mas acho que no nosso coração há lugar para todos e se o conseguirmos mostrar não há de haver problema. De facto conheço muitos irmãos assim... o meu.

Acho que já tinha ouvido um psicologo falar sobre esse tema na televisão.

Beijinhos

dreams disse...

Tenho dois irmãos uma mais velha sete anos um mais novo seis anos em relação a mim, e nunca senti grandes ciúmes deles. Tenho um filho de dez anos neste momento, filho único, e esse sim muito ciumento, lool, não pode ver eu a dar miminhos aos sobrinhos, lool. Acho que precisava era de um mano(a) para aprender a partilhar-me, loool;) beijinhos!!

Sheila do Blog Passarinhos no Telhado disse...

Acredito que o ciúmes entre irmãos é incentivado pelos próprios pais, quando eles fazem comparações entre os filhos. Comparar um com o outro na presença deles é uma porta para desenvolver o ciúmes e uma certa rivalidade. Respeitar a singularidade e o tempo de cada um, incentiva uma amizade verdadeira! E a amizade é o "verdadeiro laço" que une de fato

beijos querida! :)
sheila do blog passarinhos no telhado

Sonia disse...

por aqui a coisa processou-se ao contrário com os mais velhos -menos diferença nada de ciumes-só recentemente é que os ditos começaram -ou seja um ser pequenino não lhes mete medo-o ciume começa quando ganham autonomia e começam a "roubar " os brinquedos.
Mas nada exagerado

Ana disse...

Adorei, Gaspas. Tenho mesmo de comprar este livro.
Sempre li, que as crianças são pessoas, como nós, apenas em tamanho mais pequeno. Devemos sempre colocarmo-nos no lugar delas par as compreender. Mas muita gente não sabe disso, infelizmente.

Obrigada pela partilha :)

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Pereira,
Pois, se calhar é mesmo isso... :)

Avogi,
:))

Zoana,
:))

Mafalda,
Nada como experimentar :))

mfc,
:))

Dama,
Tenta-se fazer o melhor que se consegue, bem ou mal... mas para além dos valores que lhes passamos, as influencias exteriores o o feitio de cada criança tb conta muito :)

dreams,
hehe ciumento :)

Sheila,
Pois... as comparações!! é algo que também tenho pensado... é errado, mas muita gente o faz, seja em relação a irmão seja em relação a outras pessoas!

Sónia,
hehehe... tinham de ser a excepção à regra :P

Ana,
é verdade, muita vezes as crianças são tratadas como seres inferiores que têm de andar sobre o nosso comando. Mas a verdade é que têm sentimentos como nós e o que não gostamos para nós também não deveriamos gostar para eles...

Related Posts with Thumbnails