Pages

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Lanterna companheira

É de noite, está escuro e sigo com a minha lanterna, pelo caminho de terra batida.

Fui jantar à casa do meu filho e nora.

Cheira a campo, a erva, a natureza.

O céu está limpo. Não vejo a lua, mas vejo as estrelas.

A lanterna guia-me os passos, ilumina-me o caminho!

Regresso a casa... Vou dormir!












Tudo isto se passa há uns 110 anos atrás?? Talvez mais!

Este candeeiro funcionava a petróleo.

O material é um metal leve, com acabamentos meio toscos.

Era do bisavô no meu marido. Ele usava-o quando ia jantar à casa do filho (avô do meu homem).
Saia de lá já de noite e o lanterna iluminava-lhe o caminho.

9 Seres especiais comentaram :

Fernanda M. disse...

A lanterna tem sua beleza, seu texto introdutório está muito bonito.Adoro esses objetos com história!

Sissamar disse...

É lindissima! Eu ando doida para comprar algumas aqu para casa, mas o meu marido não está para aí virado :(
Claro que não tem a mesma beleza histórica que essa, mas a essencia está lá!
Beijinhos
Silvia

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Achei linda!
E que bom que vcs preservaram, não jogaram fora. É uma relíquia. E com certeza traz a mente boas histórias e bons momentos.
Uma boa semana pra vc.

Fresco_e_Fofo disse...

Tive uma parecida mas levou sumiço.
São pedaços de passado, que não volta.

Meio Cheio disse...

Tenho vários candeeiros dos que antigamente eram usados nas minas...feitos pelo meu avô...são tão bonitinhos...esse género mesmo que não o usem fica giro para decoração =)
Beijinho*

Betty Gaeta disse...

Adorei! Lindo o candeeiro. Já levamos uma vida bem mais simples!
Bjkas e um bom dia.

Andréa Lisboa disse...

Que lindo, adoro essas coisas antigas, elas guardam tantas histórias...
Ahhhhhh e a flor de lis? Eu adoro, mas ainda não tenho uma.... Quando vc puder tire uma foto da que você me falou, deve ser linda! Boa semana! Beijooos!!!!!

Pratos da Bela disse...

Simplesmente amo-a
é lindissíma, Parabéns pelo teu gosto
Jinhos fofos

Fernanda disse...

Incrível como certas coisas, resistem ao tempo, ao desgaste, à inovação...Como essa lanterna. Ás vezes penso no gira-discos, que o meu marido ( num ataque de limpeza!) deu para a Remar; não seria tão giro tê-lo aqui a decorar, até para as crianças verem como é?!

Bem sei que não podemos guardar tudo, mas...

Related Posts with Thumbnails