Pages

quarta-feira, 9 de junho de 2010

O prazer de olhar

Tinha um post agendado sobre a força das palavras e dos pensamentos, mas como estamos perante um fim-de-semana prolongado, houve um pedido para antecipar o tal tema vibrante da sexta feira...

Depois de muito pensar a única coisa que se me avistou na mente (isto porque a minha ajudante Mirculina foi de férias e não levou telemóvel), foi... voyeurismo!!

Para quem não sabe o que é, eu explico com uma pequena história dum vizinho da minha mãe. Não, não é o mesmo, é outro... ela só tem vizinhos esquisitos... hihih...

As casas da rua onde a minha mãe mora são geminadas com r/c e 1.º andar.
O dito homem (casado), com uns 80 anos, mal ouve a água do quintal da vizinha (com quase 60 anos) correr, voa para a varanda no primeiro andar, para espreitar a dita senhora que é toda enxuta.
De verão, a senhora às vezes ia regar o quintal, nas traseiras da casa, de bikini... mas desde que descobriu o artista, no pedestal dele, a mira-la desistiu e só tem vontade de lhe dar um banho (na volta ele ia achar excitante e gostar).

Mas a personalidade não se fica por aqui.

O dito que é ex GNR, reformado, tem horário de trabalho... ou melhor os olhos dele é que têm! Todo o santo dia vai à praia de manhã das 10h às 12h e das 14h às 17h para mirar as tugas e as camones... ele e outros, que se olharmos para as arribas bem os vemos lá a arregalar o olho...
O mais interessante é que ele olha para todas... novas ou velhas, gordas ou magras!! Nem sei bem para quê... pois o "cacetete" de 80 anos já não mostra serviço!

Deve ser verdadeiramente estimulante uns olhos que já vêm mal e umas peles murchas espreitarem mulheres, debaixo dum sol tórrido de verão... Oh God!!! Devo estar a perder algo e não sei...

Pelo menos poupa dinheiro na Cricas e não paga impostos por olhar! É a vantagem de se morar no litoral. Os coitados dos velhotes aqui do interior, têm de estoirar as reformas todas mal a recebem...

Há muito tarado por ai... ui se há (ainda tenho outra história mas fica para outro dia)!!!!

E vocês também conhecem tarados?
E,... para onde olham vocês?

10 Seres especiais comentaram :

aprendereorganizar disse...

O K me ri com o teu post mulher...
Beijinhos

Sissamar disse...

Sinceramente devo estar morta, pq não olho para lado nenhum.... ai que devo estar mesmo muito doente, tenho de começar a estar mais atenta!Realmente á pessoas muito taradas e olha que um de 80 anos ainda pode levantar, digo isto pq ainda ontem li no Correio da manhã que um Bisavô de 80 e tal anos violou a bisneta...mas felizmente que eu saiba não conheço nenhum tarado!
Mas eu tb gosto de voyerismo, mas não desse genero. Gosto de expreitar os quintais e ver como estão arranjados ou não, como estão as casas decoradas por entre as cortinas, mas acho que disso todos temos um pouco!
Obrigada por antecipares o tema!
Beijinhos
Silvia

Tuquinha disse...

como sempre, adorei ler.........
mirones tb existem cá por estes lados e muitos podes crer.......mas tb há que deixá-los descansar as vistas.....(tão consoladinhos que ficam).
Quanto a mim quanto mais olho menos vejo..............???!!!
Estou de férias mas atenta ok?
Beijocas

Michele Andrea Mondek disse...

Oi... Parabéns pelo blog, passarei por aqui com mais frequencia!
Bom, complicado essa coisa de ficar olhando os outros. Não gosto de ser espiada, muito menos de me sentir vigiada... Ainda mais dessa forma, lavando o quintal. Não tem como fugir mesmo!
Beijos

Fernanda M. disse...

KKK..Eu ri com a história, mas a verdade é que detesto esses tarados,morreria de raiva se algum vizinho ficasse me espreitando em casa!!

Agora eu, só fico olhando para outros na TV, na tela do cinema mesmo, no dia-dia nem me lembro,ou não faço com "gulodice"...hahaha mas o Hugh Jackman...ah! para este eu suspiro na frente de meu noivo mesmo!!!kk

Fernanda M. disse...

Ah! Eu também gosto do mesmo tipo de voyerismo da Sissamar, às vezes faço um caminho mais longo só para espiar uma fachada, um jardim, um quintal que eu aprecio...observo a forma como as pessoas andam, se comportam, se vestem, nunca com um olhar reprovador, mas gosto de ver as diferenças que existem entre as pessoas e as sutilezas que deixam transparecer em suas mínimas atitudes!

lolipop disse...

Há tarados mesmo...ainda hoje, um me segredou ao ouvido, depois de ver o meu novo arranjo de cabelo: "Juro que perdia a cabeça..."
Apeteceu-me perguntar-lhe que horas eram em Kuala Lumpur... ou outra coisa pior, mas optei por tomar a coisa como demência transitória. É um estado comum em vésperas de feriados prolongados...
jinhos

Pratos da Bela disse...

ò minha querida mirones aqui não faltam, mas acredita que tem dias que me rio como uma tola da figura deles e outros que solto-lhes logo a lingua, não há hipótese.
Enfim, mas o que vamos fazer????
A vida é recheada de Mirones, ihihih...
Jnihos fofos

Fresco_e_Fofo disse...

Naquela parte da senhora que regava o quintal de bikini, ainda pensei: desde que soube do "artista" passou a ir de monokini :P.
Ora para onde é que nós olhamos... eu falo por mim: olho para onde se me regala a vista. E as sexagenárias não são bem o meu ideal de mulher. O meu imaginário não está povoado de avozinhas em bikini (muito menos em cuecas) eheheh.

Fernanda disse...

Tal como a Sissamar e a Fernanda M., gosto muito de "observar" as casas das pessoas, por isso gosto tanto da Holanda ( e nem só por isso!), porque não usam cortinas! Não vejo mal nenhum nisso, é uma coisa primitiva, tipo observar como os outros constroem os ninhos!

Também gosto muito de observar as pessoas que passam, quando estou numa esplanada. No estrangeiro pode-se aprender muito, nessa "pesquisa" .
Mas nada de taradices, nã!

Related Posts with Thumbnails