Pages

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Pêlo de cão...

Vamos lá falar sobre algo verdadeiramente interessante: Pêlo de Cão!!!!
Resolvi fazer um apanhado de textos sobre este empolgante assunto, porque...

O meu S sempre que está comigo e com o Piki e algum cão se encosta ao pikeno é um stress que só visto.

No outro dia tínhamos encontrado um cão com 1 mês e nem com a ponta do dedo deixou que o miúdo o tocasse... e tudo porquê? Por causa do famoso Pêlo de Cão. Segundo ele o pêlo vai parar aos pulmões e pode provocar a morte. Logo deve-se evitar... e eu cheia de medo comecei a pensar:

- pessoas morrem em acidentes de carro... Piki vai deixar de andar de carro.
- bebés morrem por apanharem meningite na creche... Piki não vai à creche.
- pessoas morrem em passadeiras... Piki está proibido de atravessar em passadeiras.
- crianças morrem em piscinas, banheiras e no mar... Piki vai deixar de tomar banho.
- pessoas morrem de forma fulminante a jogar á bola... Piki não vai jogar à bola.
- (...)

Resultado.. envolvi o puto em papel vegetal e guardei-o dentro de uma caixinha de papelão, e agora está ali num sitio escuro e seco. O papel permite respirar e o seco é para não ganhar bolor...
Os nossos dois cães, esses sofreram mais. Tivemos de lhes tirar a pele/pêlo todo. Mas pelo menos ficamos com dois belos tapetes para por na sala.

Ah... o que descobri (Fonte Arca de Noé):

Quanto às consequências da inalação de pêlo, são as mesmas do que as de inalar quaisquer partículas que se encontrem a flutuar no ar, como pequenas partículas poluentes provenientes de fábricas próximas, partículas de serralharias, pequenas plumas ou penugens de plantas e arvores na primavera, etc,etc,etc...

Respirar um pelo é muitissimo raro porque os "filtros" do nariz dificilmente o deixam passar. Senão, com tanta porcaria que anda aí pelo ar estavamos todos bem tramados... no entanto, se essa raridade acontecesse, sim, seria perigoso mas é tratável.
Engolir um pelo não faz mal nenhum! Wink Quantos pelos de sacas engolimos no pão? e eventualmente, uma espinha de peixe? (já para não falar de cabelos.... blarghhh!!!)


Eu há mais de 10 anos que trabalho diáriamente com pelo de cão, no entanto só muito recentemente, começei a ter o que suspeito ser uma reacção alergica a pelo de cocker, e semelhantes. Isto porque é um pelo que quando é cortado se espeta na nossa pele, e com o passar dos anos, acabei por desenvolver uma alergia.
Mas existem cães hipoalérgicos, como é o caso do caniche ou do cão de água. Em relação a engolir pelo de cão, se assim fosse ao tempo que já não estaria cá, acho que vou ter de começar a tomar aquelas coisas dos persas para as bolas de pelo.


livro: "Chamam-me cão?" de José Freyre - editora cães, gatos e companhia sa.
Transcrevo umas linhas desse livro
As alergias das crianças
O Dr. Dennis Ownby, da Faculdade de Medicina da Geórgia, acredita ques as endotoxinas encontradas na boca de um cão ou de um gato têm ibfluência positiva no sistema de defesa da criança.
...
O importante é saber que o contacto com os animais diminui a possibilidade de desenvolver uma alergia, não diminui a alergia quando a mesma já está instalada.


A ingestão em excesso de qualquer organismo estranho claro que é prejudicial para a nossa saúde. Não só os pêlos dos cães ou dos gatos, como de igual forma o nosso próprio cabelo. Creio ter sido há coisa de um ou dois anos que foi divulgado nas noticias o caso de uma adolescente que tinha sido operada porque tinha desenvolvido uma bola de cabelo no estomago, sendo que o cabelo era dela própria, pois esta tinha como habito “chuchar” no cabelo enquanto estudava.

# A criança que convive com animais, é mais afetiva, repartindo as suas coisas, é generosa e solidária, demonstra maior compreensão dos acontecimentos, é crítica e observadora, sensibiliza-se mais com as pessoas e as situações.
# Apresenta autonomia, responsabilidade, preocupação com a natureza, com os problemas sociais e desenvolve uma boa auto-estima.
# Relaciona-se facilmente com os amigos, tornando-se mais sociável, cordial e justa. Sabe o valor do respeito.
# Desenvolve a sua personalidade de maneira equilibrada e saudável, tendo mais facilidade para lidar com a frustração e liberta-se do egocentrismo.


Posto isto, acho que vou tirar o puto do caixote!! E tentar colar os tapetes nos cães...

22 Seres especiais comentaram :

Em@ disse...

eu tinha escrito um comentário tão grande e onde foi ele parar?
agora já não consigo reproduzi-lo.
vou só reforçar (caso o comentário tenha ido aí parar à moderação) que adorei a ironia do texto.
O Piki merecee tem o direito de ser uma criança com direito a todas as experiências antigas - andar no cjão de gatas, comer comas mão, brincar com terra etc e tal.
beijinho

M. disse...

Então, devo ter uma alcatifa nos pulmões, porque tenho 2 gatos, um dos quais bastante felpudo ;)
Bjsss,
M.

Tuquinha disse...

obrigada pela visita ao meu blog e comentário.
gostei imenso do seu porque tudo que diga respeito aos amigos de 4 patas é comigo...
Adorei o licor de alfarroba, deve ser delicioso.
espero que volte muitas mais vezes.
Gostei imenso dos textos que li...
beijinhos e obrigada

EstrelaPolar disse...

Admito que me faz confusão a possibilidade de se respirar um pelo de cao, mas agora fiquei muito mais tranquila ;)

Mete o puto a brincar com o cão sim ... é isso que é crescer ! Brincar brincar e brincar ... com ou sem pelo !

Silvia Polidoro disse...

Olá, queria te agradecer pela visita. E quando tiver oportunidade faça a lasanha, simplesmente PERFEITA! Adorei o post sobre a morte, tudo aqui é muiitooo interessante.
Bjooo's e um ótiimo final de semana.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Pois eu também adoro animais, tenho uma gata
que fará em Agosto próximo um ano.Gostei
deste seu texto.Obrigada pelo seu comentário
no meu blogue. Registei-me como "seguidor"
do seu.
Beijinhos/Irene

Simplesmente Luísa disse...

Oi, adorei conhecer o blog!!! Vou te seguir... Prazer!
Lu

Ana disse...

Hummm, ainda assim, eu pensava duas vezes :P

María disse...

Ah ah ah !

Nós temos 5 cães, no jardim é certo, mas eles mexem e tocam neles à vontade!

Temos de deixar as crianças brincar, é assim que se desenvolvem!

Quanto à tua sugestão de nome, eu já tenho um David lol

Beijoca
María

mãe rã disse...

A minha sogra costuma dizer
"Pêlo de cão, come-se com pão, pêlo de gato, longe do prato."
É um velho proverbio/dito que mostra que o pêlo do cão não faz mal, o do gato é que pode ser perigoso. Cá em casa o "pai sapo" só aceita cães, temos dois, quanto a gatos, nem pensar.

Silvana Nunes .'. disse...

Boa tarde.
Nossa, eu tenho um labrador que soltava muito pelo quando era filhote. Agora melhorou um pouco, mas a casa ainda fica cheia. Ele tem 1 ano e quatro meses.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja um bom dia para você.
saudações Educacionais !

Silenciosamente ouvindo... disse...

Obrigada pela visita ao meu blogue e pelo
comentário.Um abraço(volte mais vezes)

RENATA RZ - Dicas Green disse...

Oi Mãe do Piki!

A-D-O-R-E-I o que você escreveu e concordo 100% !!
Aqui no Brasil também há muitas mães cheias de frescura quanto aos animais. Quando eu fiquei grávida da minha segunda filha, muitas pessoas disseram que eu tinha que me livrar do cachorro (o Toddy - um labrador chocolate bem levado). Eu achei um absurdo! O que eu queria mesmo era minha filha tendo contato com os animais e ter todas as vantagens que você citou.

Eu já te disse, temos muito em comum!

Beijinhos verdes!

persiana disse...

heheh...cá em casa devo estar a contribuir prá "doença do pelo" do meu pequeno!!! é que desde sempre que convive e partilha o espaço com 2 labrador!!!

bjs
(gostei do blog!)
Raquel
http://persiana.blogs.sapo.pt/

Maria Papoila disse...

Como é que faziam no tempo dos nossos avós? Esta é a melhor maneira de pensar nessas situações!
Os miúdos andavam descalços na rua! Dormiam entre as galinhas e as ovelhas!
E os cães eram os seus melhores amigos!
Quantas pessoas me disseram o quanto era "nojento" ter gatos em casa, ainda para mais com um bebé...
Eu faço ouvidos moucos! Pelo menos o meu filho nascerá com mais defesas e ainda tem a sorte de ter uma amiga para brincar e que ainda lhe aquece os pés enquanto dorme...
Beijinhos

disse...

Olá, olá!!! Andava eu a ver os blogues que andam por ai, e vi um que fazia menção aqui ao teu e vim e ja estava a adorar e voltei ao inicio da blogue para ler tudo.. qual nao é o meu espanto quando vejo que és tu :P reconheci o teu R (cão) eheheh

Ja percebes-te quem sou? Estive em Santarem a estudar, fomos ao canil :)

Fico comntente q estejas bem, pois nunca mais tinha sabido de ti

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Olá!!

Claro que sei quem és :)

Está tudo 5 estrelas por aqui :))

Bem agora já sabes onde estou!!

bimby, oh pá eu na sou fã de bimby :P Mas em nome daquela pizza caseira vou ficar de olho no teu blog :) haha

disse...

ahahahaha, mas eu nao faço tudo na bimby, se fores a ver é um mix de bimby e sem ser bimby eheheheh. Eu nao sou fanatica da bimby, mas assim arranjei ,maneira de conseguir ter as receitas que acho num so sitio eheheh

Beijinhos e vou acabar de ler o teu blogue :)

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Pois, tb fiz o blog de cozinha por causa disso, qq coisa é facil achar e está tudo junto!!

Vá... vai lá ler o resto e não fiques muito escandalizada hahaha!!

disse...

ah tens mais um??? realmente o nome gaspas nao me era estranho :P vou ler este todo e depois parto para o proximo eheheh

aqui pelo campo... disse...

olá!
O meu filho mais novo fazia alergia ao pó do pêlo...cada vez que fomos ao canil para escolher o nosso Bubas foi um sarilho! Ponderámos, e com o conselho do pediatra resolvemos trazer o Bubas para casa na mesma! Hoje já n\ao faz alergia nenhuma...e se ele larga pelo...Parece que o contacto continuo lhe fez bem!!!!
Gostei muito deste post!
Beijinho
mila

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Aqui pelo campo,
Que bom que a alergia desapareceu e que vocês não desistiram do Bubas!
:)

Related Posts with Thumbnails